A Lightkeeper aproxima as empresas da sociedade

por meio da curadoria de conteúdo de impacto, de forma a construir transparência, reputação e legado.

Como fazemos

Building Trust

  • Posicionamento de executivos como autoridades em suas áreas de especialidade e geradores de diálogo nas comunidades em que atuam.

  • Estudo e planejamento aprofundado do setor e do cliente para identificar pontos de atrito, resistências e contra-narrativas que possam ter impacto negativo nos negócios.

  • Produção de conteúdo abrangente, cobrindo múltiplos aspectos do tema discutido, de forma a compartilhar as decisões e responsabilidades entre os stakeholders.

  • Projetos editoriais que posicionem a empresa não somente junto aos clientes, mas que também mostrem seu engajamento com as questões sociais, ambientais e de governança (ESG).

  • Uso de múltiplas plataformas para tornar o conteúdo técnico, acadêmico e científico mais palatável para um público mais amplo, sem comprometer a qualidade e confiabilidade do conhecimento.

Quem somos

Integrante

“Sou curiosa: leio, busco referências e, claro, faço perguntas. Primeiro, como jornalista, o que me permitiu aprender com tanta gente interessante. Depois, como acadêmica, no mestrado de Ciência, Tecnologia e Sociedade da Universidade de Viena, que concluí em 2019. Aprendi, ainda, a valorizar a experiência empírica. Todos os dias, meu conhecimento se expande com a minha filha humana, Eva, e com a filha pet, Peaches. Observar, perguntar e experimentar não é o que nos faz bons jornalistas e, principalmente, bons humanos?” A Cylene Souza, nossa sócia-fundadora e diretora executiva, é a mais mãezona de todos nós.

Integrante

“A mais nova de 5 irmãs, quando criança torrava a paciência de todos até entender o motivo das coisas. Esse desespero em compreender o universo – a origem da vida, a evolução das espécies, as peças que os sentidos nos pregam – me tirava o sono. Adulta, escolhi – ou fui escolhida – pelo jornalismo. Essa linda profissão nos habilita a fazer tantas perguntas quanto quisermos e ainda traz o útil propósito de compartilhar o que aprendemos. Não poderia ter feito melhor escolha. De porquê em porquê dá pra ir longe!” Esta é a Adriele Marchesini, nossa sócia-fundadora, que de tanto perguntar ajudou a tirar a agência essense do papel.

Integrante

“Silvia, bota o chinelo, você vai ficar doente”. É claro que esse é um decreto de mãe – da minha, no caso. Em 37 anos, devo ter ouvido mais vezes essa frase do que “bom dia” e “obrigado”. E foi meu avô quem me ensinou três lições definitivas: andar descalça (e nada de dormir de meia); pensar estrategicamente (ele era mestre em xadrez e jogávamos juntos após o jantar); e fazer da música uma fábrica de sonhos (que me ajudou a executar lindas viagens). Meu avô me mostrou o valor mais precioso do ser humano: a liberdade.” Obs: a Silvia Paladino, nossa sócia-fundadora, escreveu esse texto de casa, enquanto se recupera de uma gripe. Mas continua descalça.

Compartilhe conosco suas ideias